Conversão do WSGE para o DATAFLEX 2022 20.1

Modificado em Mon, 29 Apr 2024 na (o) 10:19 AM

Resumo


Este artigo demonstra os procedimentos para a migração do WSGE para ser executado com o DATAFLEX 2022 20.1.



Pré-Requisitos


É necessário que o DATAFLEX 2022 20.1 esteja instalado em todas as máquinas que executem o WSGE, inclusive onde é executado o ServerAPP e SchedulerAPP.


Veja AQUI como instalar o DATAFLEX 2022 20.1.


Atenção: 


1 - As duas versões, 19.0 e 2022 20.1 podem estar instaladas na mesma máquina. Então este procedimento pode ser feito antes da migração propriamente dita.

2 - É necessário estar em dia com todas as atualizações de base de dados enviadas



Procedimentos iniciais


Retirar de execução as seguintes rotinas:

  • ServerAPP;
  • SchedulerAPP;
  • WebAPP;
  • Qualquer rotina específica que esteja sendo executada de forma contínua.


Providenciar um backup das seguintes pastas do sistema:


  • WSGE\CFG
  • WSGE\DATA
  • WSGE\PROGRAMS
  • WSGE\APPHTML


Nenhum usuário poderá estar executando o WSGE no momento da conversão !


Antes de efetivamente iniciar a conversão, vc deve verificar quais EXECUTÁVEIS específicos a sua empresa utiliza além dos padrões para que possamos preparar as compilações e enviar. 


Deve ser aberto ticket no HELPDESK com o assunto: EXECUTAVÉIS para a Conversão 20.1


Iniciando a conversão


Os procedimentos abaixo devem ser executados na ordem que seguem e já com o DATAFLEX 2022 20.1 instalado:


1 - EXECUTAR A ROTINA MNA106


Deve ser copiado o MNA106 para a pasta WSGE\PROGRAMS e executado esta rotina a partir deste mesmo diretório.


Esta rotina irá ler os arquivos dos diretórios e convertê-los para o formato UTF-8, suportado pelo DATAFLEX 2022 20.1. 


Esta conversão é referente única e exclusivamente a padronização de formato de caracteres especias e acentuações dentros dos arquivos utilizados pelo SGE.


Os diretórios abaixo (item, estão pré-programados na rotina:



  • Diretório 1: Pasta onde se encontram os arquivo de configuração de rotinas do SGE (WSGE\CFG);
  • Diretório 2: Pasta onde se encontram os arquivo de consultas salvas pela rotina MNC015 de rotinas do SGE (WSGE\Consultas). Se não tiver a pasta, ela deve ser criada, podendo ficar em branco;
  • Diretório 3: Pasta onde se encontram os arquivo executáveis do WSGE;
  • Liberação SGE: Pasta onde se encontram o arquivos de controle do SGE (GE000.DAT, CI000.DAT, CT000.DAT e CC0000.DAT)


A rotina lerá os arquivos com extensão já pré-determinados no campo "Extensões Arquivos".


Para iniciar o procedimento, deve ser clicado no botão "Pesquisar" (item 2) para que sejam analisados os arquivos e mostrados ao usuário, conforme abaixo:



Em seguida é necessário clicar em "Converter" (item 3) para iniciar o processo de atualização dos arquivos e quando for concluido a tela será conforme abaixo:



Clicando em "OK", a tela abaixo será apresentada:



No quadro a direita estão uma lista dos arquivos que foram convertidos, para simples conferência. Entretanto deve-se verificar a aba "Resultado" onde haverão informações de arquivos que não puderam ser convertidos automáticamente:



Na aba "Pendentes" estarão todas os arquivos que esta rotina não conseguiu fazer de forma automática e que devem ser feitos e analisados manualmente pelo usuário. 


Em cada quadro abaixo, é necessário avaliar o seguinte:


  • Quadro destacado em amarelo: Indica a lista de arquivo que não foram convertidos automáticamente. Ao posicionar em cada arquivo, será realizado uma nova conversão nos formatos OEM, ANSI e UTF-8 mostrando as alternativas convertidas nos quadros ao lado (vermelho, verde e azul).
  • Quadro destacado em vermelho: É a conversão do arquivo selecionado no quadro vermelho no formato OEM.
  • Quadro destacado em verde: É a conversão do arquivo selecionado no quadro vermelho no formato ANSI.
  • Quadro destacado em azul: É a conversão do arquivo selecionado no quadro vermelho no formato UTF-8.


A avaliação deve ser feita manualmente a cada arquivo que aparece no quadro em vermelho e visualmente analisado o conteúdo convertido nos quadros em vermelho (OEM), verde (ANSI) e azul (UTF-8) e selecionado o que melhor esta convertido, lembrando que o que deve ser analisado é a acentuação.


Após identificado a melhor das 3, deve-se ser utilizado o botão logo abaxo do quadro (itens 1, 2 e 3) para efetivar a conversão do arquivo selecionado no quadro amarelo.


Por exemplo, analisando o arquivo ECP003.CFG:



Visualmente podemos identificar que a opção ANSI no quadro verde é o melhor formato convertido para o acento da palavra "PÇ". Então devemos usar o botão "ANSI" e feito isto ele acertará o arquivo ECP003.CFG, eliminará ele da lista e passará para o próximo arquivo a ser avaliado.


Outro exemplo, analisando o arquivo ECT3058.CFG:



Visualmente podemos identificar que a opção ANSI no quadro verde também é o melhor formato convertido no acento da palavra "Composição". Também podemos notar que neste arquivo vários outros acentos foram acertados. Então devemos usar o botão "ANSI" e feito isto ele acertará o arquivo ECT3058 .CFG, eliminará ele da lista e passará para o próximo arquivo a ser avaliado.


Poderá ser notado que em algumas situações o usuário tera que ter atenção redobrada para identificar a melhor opção a usar, pois o arquivo a ser analisado poderá ser grande ou ter apenas um caracter errado que não pode ser notado sem uma análise com atenção.


Tomamos com exemplo para o caso abaixo o arquivo CEM001.CFG:



No exemplo, o arquivo de configuração é grande e tem apenas uma diferença e muito sútil e por este motivo deve ser ter atenção em sua análise.


O mesmo procedimento deve ser feito para todos os arquivos na lista até que ela fique vazia. Feito todas as conversões, a rotina MNA106 pode ser encerrada.


O processo acima, pode ser feito em separado, copiando as pastas para outros ambientes e direcionado os diretórios para eles. Depois de convertido neste ambiente, basta copiar para a estrutura atual do WSGE.


2 - Atualizar todos o EXE e APPHTML enviados


Copiar para a pasta WSGE\PROGRAMS todos os .EXE enviados.


Já a pasta APPHTML deve substituir a pasta que já existe atualmente.


Atenção: Na pasta APPHTML\Imagens existe os arquivos de LOGOTIPO de sua empresa. Estes arquivos devem ser copiados novamente do seu backup feito anteriormente para pasta APPHTML\Imagens. Os arquivos que devem ser copiados são os LOGO*.*




3 - Atualizar a versão da DLL de NF-e


Baixar a versão 2023/01 que esta no link abaixo e descompactar dentro da pasta WSGE\PROGRAMS. Em alguns clientes não foi necessário o registro novamente.


https://helpdesk.softdata.com.br/a/solutions/articles/11000075279



4 - Atualizar o controle de versão


Com a versão do WSGE001 liberada para o 20.1, acessar a rotina MNM053 - Controle de Versão, desativar a versão anterior e adicionar manualmente a versão nova enviada.



A versão acima é apenas um exemplo.


5 - Iniciar todos os serviços do SGE


Iniciar o ServerAPP, SchedulerAPP e WEBAPP.


6 - Possíveis problemas a serem encontrados

 

Se vc iniciar uma versão do WGE executado em 19.0, irá conseguir até o momento de tentar entrar na lista de módulos. A partir dali o sistema bloqueará a entrada dando a mensagem abaixo:



O módulo será conforme o usuário estará tentando entrar.











Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Deixe-nos saber como podemos melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos
A verificação do CAPTCHA é obrigatória.

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo